PRIMEIRO LUGAR

Uma solução inovadora, que captou a simplicidade do programa em um desenho delicado e interessante, conseguindo se desvencilhar da arquitetura excessivamente formal e empresarial apresentando uma boa relação com o entorno.

O partido adotado, formado por cinco volumes articulados por uma marquise, forma o conjunto em torno de uma praça central, convergindo em uma proposta convidativa e organizada.

O acesso de pedestres, bem resolvido, localizados no meio da testada do lote leva, através de uma escadaria e de rampa, diretamente à praça central, com pequeno desnível acima do nível do alinhamento, mantendo uma relação equilibrada no conjunto.

Os blocos paralelos à avenida e compostos por duas caixas de concreto com a parte inferior em balanço e um volume estruturado por uma treliça metálica que se apoia sobre as caixas. Brises Soleil, aparentemente em madeira, conformam a modenatura do edifício. O mesmo revestimento se apresenta nos outros blocos em grandes beirais.

No segundo pavimento, em grande esplanada, que também é um balcão para a praça central, articulam os programas socioculturais e o público é convidado e desafiado às atividades.

Unidade do SESC em Osasco-SP

1º Lugar no concurso de anteprojetos de arquitetura

Local: Osasco – SP

Área construída: 29.996,12m².


Parecer do Juri:

Uma solução inovadora, que captou a simplicidade do programa em um desenho delicado e interessante, conseguindo se desvencilhar da arquitetura excessivamente formal e empresarial, apresentando uma boa relação com o entorno.

O partido adotado, formado por cinco volumes articulados por uma marquise, forma o conjunto e torno de uma praça central, convergindo em uma proposta convidativa e organizada.

O acesso de pedestres, bem resolvido, localizado no meio da testada do lote leva, através de uma escadaria e rampa, diretamente à praça central, com pequeno desnível acima do nível do alinhamento, mantendo uma relação equilibrada no conjunto.

Os blocos paralelos à avenida e compostos por duas caixas de concreto com a parte inferior em balanço e um volume estruturado por uma treliça metálica que se apóia sobre as caixas. Brises Soleil, aparentemente de madeira, conformam a modenatura do edifício. 
O mesmo revestimento se apresenta nos outros blocos em grandes beirais.

No segundo pavimento, em grande esplanada, que também é um balcão para a praça central, articulam os programas socioculturais e o público é convidado e desafiado às atividades

Autores:

Igor Costa Spanger

Fábio Domingos Batista

Luciano Suski


Copyright © All rights reserved.
Using Format